Ai, teus olhos; mulher, esses teus olhos verdes
Me deixam paralisado perante encanto de serpente
Duas azeitonas verdes, meus olhos azuis as pede
Mágicos teus olhos verdes faz perder minha mente.

Ai, teus olhos verdes, navegaria como no mar
São a atracão do amor, fazem meus azuis chorar
Vi-os um dia na Net, esse verde de enfeitiçar
Os lábios, eram rosados, pérolas para se beijar.

Cabelo compunha a deusa em formas de violino
Traz-me preso ao mundo, e o verde de seu olhar
Minha cabeça roda; rosa te daria tanto mimo
Não te escondas; te adora meu pensar.

Olhos verdes... sou poeta, pouco sei escrever
Escrevo para ti essas histórias de ninar
Tuas primeiras palavras; teria muito a aprender
Só olhava teus olhos teus lábios queria beijar

Sei que não pode ser; só ver-te, fico contente
Olhas-me, com teus olhos verdes brilhantes
Olhos verdes, olha-me com encanto da serpente
Corpos separados, deixa os olho ser amantes.

Tão longe, tremido, louco, encantado com teu olhar
Lábios frescos rosados, cobrem a mente de desejos
Teus olhos verdes me estão a encantar
Teus lábios rosados pedem aos meus para lhe dar beijos.


Por: Armando C. Sousa